Em 15 de maio, a revista Exame divulgou uma matéria intitulada “Pesquisadores podem ter encontrado a cura da calvície”. A notícia repercutiu em diversas mídias e foi divulgada com base em um estudo realizado no Centro de Pesquisa em Dermatologia da Universidade de Manchester, no Reino Unido.

A matéria revela que a cura agora descoberta seria a partir de um composto ativo que estimula folículos capilares humanos ao combater a proteína que prejudica o crescimento de novos fios. Chamado de Ciclosporina A, o composto era utilizado para diminuir a rejeição em transplantes e tratar doenças autoimunes, e um de seus efeitos colaterais é o crescimento indesejado de cabelo.

Porém, a ABCRC alerta: estudos inovadores e soluções milagrosas são divulgados a todo o momento!

Pedimos sua atenção para este conteúdo: “14 curas para calvície mais loucas da história”. No texto, há fórmulas milagrosas para combater a queda capilar, anunciadas na mídia diariamente há tempos. Isso porque esse tipo de notícia atrai muito a atenção do público, mas, na esmagadora maioria das vezes, não tem efeitos práticos.

Congressos médicos da área não citam essas “descobertas”, pois a chance de não vingarem são imensas. De qualquer forma, hipóteses provenientes de instituições sérias devem ser avaliadas com critério.

Se você estiver com problemas capilares, precisa tirar dúvidas ou iniciar um tratamento, procure por um médico devidamente licenciado. Não acredite em receitas distribuídas pela mídia.

No topo da página do site da ABCRC, é possível encontrar profissionais devidamente capacitados em todo o Brasil.