dr-marco-barusco

Dr. Marco Barusco é um dos nomes internacionais que lecionará no Workshop ABCRC – Refinamentos em Restauração Capilar, a ser realizado em 18 e 19 de agosto, em São Paulo.

Ele se mudou para os Estados Unidos em 1997, após concluir residência em cirurgia no Brasil e, no ano seguinte, iniciou um programa de treinamento em cirurgia de transplante capilar – já são quase 20 anos de dedicação exclusiva à especialidade. Hoje, é Presidente do American Board of Hair Restoration Surgery, organização oficial que confere o Título de Especialista a médicos na especialidade de transplante capilar e tratamento da calvície.

Confira entrevista que concedeu sobre o evento e sua atuação na área e aproveite para garantir sua vaga até 7 de agosto!

Como um dos principais professores convidados para o Workshop, qual a sua expectativa com o evento?

Primeiramente, fiquei muito honrado com o convite para lecionar no Workshop. O programa didático e prático que foi desenvolvido pelos Drs. Speranzini, Radwanski e Lemos está ótimo e abrangente. Minhas expectativas são aprender muito, compartilhar minha experiência com meus colegas novatos e veteranos, e rever meus queridos amigos. Tenho certeza de que será um evento memorável, que não deve ser perdido por ninguém que pratica ou pensa em praticar essa especialidade.

O evento tem muitos momentos voltados ao jovem profissional. Qual a importância de envolvê-lo em eventos como este?

Promover a educação ao jovem profissional é essencial. Existe uma necessidade crescente de promover treinamento adequado aos jovens profissionais que estão ingressando em nossa especialidade. Nós, que nos dedicamos a essa ciência, queremos resguardar a ética, a honestidade e a importância da qualificação dos profissionais, para garantir a segurança dos pacientes e a continuidade de nossa especialidade.

Quais os diferenciais das vídeo-cirurgias e das cirurgias ao vivo? De que forma contribuem para a formação ou atualização do profissional?

A oportunidade de assistir a cirurgias ao vivo ou por vídeo, com interação em tempo real com a equipe cirúrgica, é um dos meios mais efetivos e gratificantes de educação cirúrgica. Mundialmente, há uma tendência cada vez maior de utilizar cirurgias ao vivo em congressos, pois o aproveitamento dos participantes (e dos palestrantes também) é muito maior.

Na sexta-feira, às 16h30, há uma palestra especial que o sr. conduzirá. Pode adiantar o que será abordado?

O tema que me foi passado pela Comissão Organizadora é O Mercado da Restauração Capilar: hoje e amanhã. Meu objetivo é fazer uma sinopse da história de nossa especialidade, para aqueles que são novos, e também discutir seu crescimento mundial (inclusive no Brasil) em popularidade, os avanços atuais e as possibilidades para o futuro.

O sr. é hoje o presidente do American Board of Hair Restoration Surgery. O que pode falar sobre a atuação e objetivos da entidade?

O ABHRS comemora 20 anos de fundação esse ano. É a organização oficial que confere o Título de Especialista (Board Certification) a médicos na especialidade de transplante capilar e tratamento da calvície. O maior objetivo da entidade é atestar ao paciente que o médico possuidor de nosso diploma foi capaz de passar por rigorosos exames (oral e escrito), e consequentemente possui conhecimento e experiência adequados para tratar pacientes com ética e habilidade. Como Presidente, tenho trabalhado para divulgar mais a entidade, com maior acesso aos exames a médicos de várias partes do mundo.

Quais suas principais funções atuais – médicas e associativas?

Além de operar e atender pacientes diariamente em minha clínica, e de ser o atual Presidente do ABHRS, como mencionado, sou Professor Adjunto da Cadeira de Cirurgia da University of Central Florida College of Medicine em Orlando; e Professor Adjunto do Cosmetic Surgery Fellowship da American Academy of Cosmetic Surgery, sendo responsável pelo treinamento dos Fellows na área de restauração capilar.

Na área editorial, sou Editor-Chefe para a sessão de Restauração Capilar do American Journal of Cosmetic Surgery; e Colunista do Hair Transplant Forum International, com a coluna Complications and Difficult Cases. Ainda, atendo como Chefe do Comitê Educacional da American Academy of Cosmetic Surgery – o Comitê Educacional seleciona, organiza e supervisiona todas as atividades educacionais oferecidas pela American Academy, incluindo o Congresso Anual, Workshops, Workshops com cadáver e cursos via internet; e sou examinador do ABHRS – auxilio na preparação da prova escrita e na administração da prova oral. Exerço outros cargos, mas esses são os principais no momento.

Traçando um paralelo dos procedimentos realizados hoje nos Estados Unidos e no Brasil, podemos dizer que estão no mesmo nível?

Sim. O Brasil hoje se encontra em um nível técnico extremamente avançado, sem déficit com os Estados Unidos. A riqueza intelectual e prática dos cirurgiões brasileiros é muito expressiva, com destaque mundial.