Estudo realizado pela Universidade do Sul de Queensland, na Austrália, revelou que uma barba robusta pode tornar a pele masculina mais saudável e bonita, segundo reportagem publicada no site Hypescience.

“Em 2012, pesquisadores deixaram um grupo de manequins, alguns barbudos e alguns sem pelo facial, sob o sol severo do deserto australiano. Quando compararam a quantidade de radiação absorvida por cada sujeito, descobriram que as barbas bloqueavam de 90% a 95% dos raios UV prejudiciais. Esse nível de proteção poderia retardar o processo de envelhecimento com sucesso e reduzir o risco de desenvolver câncer de pele”, aponta a matéria. Ainda, um dos cientistas, Alfio Parisi, disse ao portal Men’s Journal que, “os pelos faciais têm um fator de proteção ultravioleta (UPF) de 2 a 21”.

Para o homem que tem pouca barba, ou barba rala, o transplante ou implante de barba pode ser uma saída: a técnica transfere raízes pilosas de qualquer parte do corpo para a região falhada ou com pouca densidade. Na maioria dos casos são extraídos fios do pescoço, das maçãs do rosto ou até mesmo do couro cabeludo.

A ABCRC é a entidade médica que reúne profissionais especializados nessa área e devidamente licenciados, garantindo segurança ao paciente. Seus dermatologistas e cirurgiões plásticos têm o título de especialista e são aptos a trabalhar com a restauração capilar. No topo da página do site da ABCRC, é possível encontrar profissionais devidamente capacitados em todo o Brasil. Pesquise seu médico!