Estudo mapeou a área de transplante capilar, que também envolve barba e sobrancelhas

A Associação Brasileira de Cirurgia da Restauração Capilar (ABCRC) realizou uma pesquisa entre seus médicos associados, no período de 30 de abril a 18 de maio de 2018, com o objetivo de recolher dados e informações para obter índices transparentes na área de Restauração Capilar no País.

A pesquisa revelou que, de cada 10 pacientes que passam por uma restauração capilar, 9 são homens e 1 é mulher, em 65% dos casos.

Porém, 56% dos médicos responderam que de 2016 para 2017 a procura por cirurgia em mulheres aumentou em até 10%.

A faixa etária predominante no transplante capilar é de 31 a 40 anos, segundo 62% das respostas.

Em média, cada profissional faz 73 cirurgias de restauração capilar em um ano. Barba e sobrancelha começam a crescer nesse índice: são 5 procedimentos de barba e 4 de sobrancelha, por médico, por ano, em média.

O método FUE (Extração de Unidades Foliculares) é mais procurado hoje do que o FUT (Transplante de Unidade Folicular) – 20% dos especialistas responderam que, de cada 10 procedimentos feitos, apenas 1 é FUT. Além disso, 92% deles realizam também tratamentos clínicos, principalmente tópico e oral.

Ainda, 47% afirmaram que, das cirurgias que conduzem, 10% são para corrigir resultados insatisfatórios de outros médicos. A preocupação da ABCRC com profissionais não médicos ou não preparados para realizar as cirurgias é grande; a entidade lançou uma campanha em vídeo para instruir pacientes, disponível em seu canal no YouTube: http://bit.ly/YouTubeABCRC.

Fundada em 2003, a ABCRC é uma associação que reúne exclusivamente dermatologistas e cirurgiões plásticos com título de especialista, e representa o Brasil em todas as entidades importantes da especialidade.